Hórus

by Diskerda

/
  • Streaming + Download

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.

      $4.99 USD  or more

     

1.
02:54
2.
03:11
3.
4.
5.
02:36
6.

about

Segundo álbum de estúdio da banda Diskerda.

credits

released August 7, 2013

Vocais: Moacyr Oliveira
Guitarra e Baixo: Guilherme Oddone
Bateria: Tiago Jardim
Participação especial: Caio Martin (Didjeridu)

Produção, mixagem e masterização: Caio Monfort
Arte: Felippe Sabino

Gravado em São Paulo, Brasil, no estúdio Papiris.

tags

license

all rights reserved

about

Diskerda São Paulo, Brazil

contact / help

Contact Diskerda

Streaming and
Download help

Track Name: Blackout
O sol desapareceu e a luz não vem
A paúra tomou conta e o medo se instalou
Não adianta gritar Deus que em você esteve
E nunca o entendeu

Blackout

O tempo acelerou rapidamente e aconteceu
Muitas vidas se perderam por ter sempre vendido Deus
Não adianta mais chorar porque se este for o juízo
Agora é o final

Blackout

Como explicar que tudo tem um tempo
E nada é por acaso e o acaso é tudo
Veja a onde está e a onde quer chegar

Não da mais pra mentir
Não da mais pra enganar
Que a verdade esta em você
É só querer achar
Track Name: Nada Muda
Olho ao meu redor
Achando que as coisas vão mudar
E a única coisa que preciso mesmo é trabalhar

Mas quando caio na real
O meu país está falido
E tenho que dar um jeito
De lidar com isso

Todo dia acordo
Dizendo que hoje è diferente
Alguma coisa vem e me perturba a mente
De certo que as coisas que são possíveis
Estão a ponto de estagnar
Pois tudo acontece de um jeito
E são tempos de lutar

Este não é o sentido de viver
Subjugar alguém por exclusão social
O dinheiro vale mais que qualquer coisa?
Se conscientize que o próximo é você
Track Name: Universo em Você
Tudo por um ciclo, um ciclo para tudo
Tudo emocional é vibracional
O universo em você, que quer entender
Que é você e esta em você

O ciclo vibra, é vibracional
O ciclo vibra
O ciclo vibra, é vibracional

Desperte para o tudo, desperte para o mundo
Vibra em mim, que vibro em você
Que não quer entender, que o que está em mim
E está em você

O ciclo vibra, é vibracional
O ciclo vibra
O ciclo vibra, é vibracional

Atenda o chamado no cinturão de Orion
Entenda a energia que está em você
A luz do firmamento está interagindo vindo de encontro ao seu ser
Track Name: Batismo de Sangue
Década de 60
Da angustia ao fosso
Das vitimas da tortura
De não poder de expressão
De luta e opressão

Muitas vezes quis chorar
Sem ter com quem falar
Quantas vezes quis gritar
Essa dor vai me matar

Ditadura de bosta
Esconderam a liberdade
Ditadura de bosta
Esta é sua cara conte a verdade

Ditadura de bosta
Esconderam a realidade
Ditadura de bosta
Mostra sua cara fale a verdade

Década de 60
Da angustia ao fosso
Das vitimas da tortura
De não poder de expressão
De luta e opressão

Quantas vezes quis chorar
Sem ter com quem falar
Muitas vezes quis gritar
Essa dor vai me matar

Ditadura de bosta
Esconderam a liberdade
Ditadura de bosta
Esta é sua cara conte a verdade

Ditadura de bosta
Esconderam a realidade
Ditadura de bosta
Mostra sua cara fale a verdade
Esta é sua cara conte a verdade

Tinha que ser assim
Esta dor em mim
Com isso preso na garganta
Amigos mortos sem esperança
Clamando a liberdade escondida da sociedade
Vitimas da violência infiltrados no sistema
Este é o grito é o sangue dos que foram
Este é o lamento é a voz do povo
Tudo passa e a dor não se cala
Neste sangue de batismo
Com essa gente nossa raça
Track Name: Hórus
Vigiado passo a passo
Nos becos escondidos
Neste mundo tão perdido
Há alguém no ar

Olho de hórus em você
Não tem como se esconder

Nem um passo é dado
Tudo é controlado
Todos tem um código
Tudo é registrado
Nesta sociedade da perversidade
Da imoralidade, da falta de privacidade

Porque você não passa de um número
E você esta sujeito a tudo

Olho de hórus em você
Não tem como se esconder
Neste sistema corrompível
E violável
Track Name: Cachorros na Estrada
Cachorros na estrada
Há cachorros na estrada
E ninguém disse nada
Ouço gritos distorcidos
Nem uma luz só faminto
Nesta estrada desgraçada

Muito calor só agressão
Tudo estranho ninguém
Se entende não

Tudo estava normal até o momento em que me dei mal
Logo o cara sacou de uma arma e foi logo dizendo
Encosta ai seu animal

Não entendi não
Não entendi não
Não entendi não

Ah... Era um sonho alucinógeno
Ah... Era um pesadelo mórbido
Ah... Era outra dimensão
Ah... Estava morto e não sabia não
Há cachorros....